A importância da Cobertura de Solo

Muitos, talvez nem saibam o que é cobertura de solo, muito menos da importância dela. Logo, que bom que você está aqui!! Isso tem a ver com o alimento que chega no seu prato, e a nossa responsabilidade com o planeta.


O solo é o elemento mais importante para se fazer agricultura em qualquer lugar do mundo. Ele tem características diferentes em cada região. Engana-se quem pensa que ele difere de país para país. Cidades com distância de 50 km entre si, já podem possuir solos diferentes. E qual a conclusão disso? Agriculturas diferentes. Manejos diferentes. Produções diferentes. Mas se cultivarmos nossas hortas em vasos? Tem diferença? Um pouquinho sim, mas os cuidados são muito semelhantes.


Tudo que tentamos reproduzir em um vaso, veio do conhecimento do uso do solo.

O termo #AGRICULTURA existe há mais ou menos 10 mil anos. O solo está sempre sendo formado através das rochas, que estão láaaa na camada mais profunda. Porém, ao mesmo tempo em que ele é formado, ele sofre constantes degradações. E essas, são muito mais rápidas de acontecer do que as formações que levaram anos, melhor dizendo ERAS GEODÉSICAS, para acontecer. Então... você já deve ter percebido que quando temos algo que degrada muito mais rápido do que se se tem outro novo, qual o nosso maior dever? Cuidar desse algo com o maior carinho.


Vocês já devem ter visto solos assim.


Solos Argilosos Descobertos

Solo Arenoso Descoberto


Depois de ver essas fotos, vocês percebem problemas? Eu percebo. Solo seco, quebradiço, compactado, sem ar, degradado, erosões, falta de estrutura, planta pequena. O que causa isso? Chuvas, vento, máquinas agrícolas, manejo equivocado.


Agora vamos pensar num vaso. Qual o solo ideal? Aquela terra vegetal bem pretinha, cheia de matéria orgânica, bem fofa, onde nasce tudo que a gente planta. Tem regiões do planeta que tem solos assim, férteis como Deus quis, cheios de água subterrânea, cheios de matéria orgânica. Onde eles ficam? Solos de floresta. Solos perto de rios. Solos com vegetação permanente. Solos com.... COBERTURA VEGETAL.

Esses solos são bem estruturados, ou seja, conseguem manter em pé uma vegetação como árvores centenárias. São solos bem drenados, onde o excesso da chuva infiltra com facilidade evitando encharcamentos. São solos porosos, onde há espaço para as raízes das plantas se desenvolverem de forma livre em busca de crescimento digno. São solos vivos, onde há micro vidas que deixam esse solo rico em matéria orgânica. São solos que respiram. Por isso, esses são os solos queremos em nossos vasos. Esses são os solos que queremos nas nossas fazendas. Esses são os solos que queremos para produzir as nossas hortaliças. Mas a vida não é só querer! Temos que aprender.


Daqui algum tempo, essa terra vegetal que é vendida em floriculturas e que chegam até nossas casas ensacadinhas com 2, 5 ou 20 kg, essa terra vai acabar. Pois ela está sendo tirada de algum lugar. Ela é o resultado da formação de algum solo fértil, que teve uma adubação, que foi agregado algum composto orgânico e por isso ela tem um preço.


Logo, se o solo natural sofre degradação, se a terra vegetal que colocamos nos vasos, um dia vai acabar, o que fazer para tornar esse planeta útil e habitável daqui há 100 anos? Proteger nosso solo. E cobri-lo com matéria vegetal é o melhor que podemos fazer. Com palhada, com folhas secas, com serragem, com cama de aviário, com casca de pinus, e até com casca de arroz, querem exemplos?



Fica outra carinha né? Mas não fica só bonito não. A cobertura de solo é ambientalmente correta e sustentavelmente possível. Basta querermos. Os impactos disso veremos a longo prazo, mas em 3 ou 4 meses já se pode perceber:

  • O impacto da gota da chuva não vai compactar o solo, nem a terra vegetal dentro no nosso vaso;

  • Não vai causar erosão ( Que é ver o solo indo embora junto com a chuva);

  • Vai manter a umidade do solo por mais tempo, pois vai diminuir a evaporação de água;

  • A necessidade de irrigação desse solo vai diminuir, ou seja, vai gastar menos água;

  • Vai manter a estrutura do solo;

  • Vai criar pontos de aeração;

  • Não vai empoçar água, pois a infiltração vai ser facilitada pelos poros de aeração;

  • Aumenta consideravelmente o teor de matéria orgânica no solo;

  • Estimula-se o ciclo de nutrientes, enriquecendo o solo de forma natural;

  • Regulação da temperatura do solo, protegendo-o no verão e no inverno dos extremos;

  • Proteção da microfauna do solo, mantendo uma biodiversidade e deixando um solo mais vivo e produtivo.


Por fim, criaremos um solo sadio, para que consigamos produzir alimentos de forma limpa, ecologicamente correta e sustentavelmente possível. Para isso, a equipe do Quintal Urbano te convida a cuidar do seu solo, seja ele natural, na fazenda, no jardim e até no seu vaso na cozinha. Não esqueça de usar a cobertura de solo. Suas plantas agradecem e eu também.


Para isso, contamos com a serragem Quintal Urbano, material oriundo da nossa marcenaria, onde quase nada vira lixo, e quase tudo se recicla. Procure em nosso site.

Enviamos para todo Brasil, pois estamos aqui para te ajudar a plantar, pois a nossa satisfação é te ver colher.


Vivi Pretz

Engenheira Agrônoma

Sócia e Diretora Agroeducacional do Quintal Urbano

Drª em Sanidade Vegetal

Especialista em Hortas Orgânicas

489 visualizações
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone LinkedIn

©2019 por Quintal Urbano ®

33.061.081/0001-99

SAC Whats App 51 991128578 ou contato@quintalurbano.com.br

R. Cons. Xavier da costa 3394/7 POA-RS